18 de jul de 2012

Copa da Cidade do Saber está de cara nova


Quem frequenta a Copa da Cidade do Saber para fazer suas refeições, ou simplesmente para degustar o delicioso café de Dona Lourdes e Araci, já percebeu que o espaço está com a “cara nova”. A iniciativa partiu da colaboradora Luci Novais, responsável pela coordenação financeira da entidade, ao perceber que faltava um espaço mais aconchegante e organizado para atender aos funcionários que, assim como ela, passam o dia na instituição e fazem suas refeições aqui. “Mesmo com os espaços de convivência, percebi que faltava um cantinho mais adequado para as pessoas tomarem café, almoçar, fazer um lanche. Então comecei a idealizar essa transformação”, reforça Luci.
O primeiro passo foi entrar em contato com o responsável pelo setor e pedir autorização para realizar as mudanças necessárias. O segundo, foi procurar o setor de engenharia e promover uma reforma, que transformou o espaço onde estavam instalados banheiros num ambiente com mesas e cadeiras para as pessoas almoçarem com conforto. Depois disso, faltava criar condições para que os colaboradores se sentissem num local agradável e bonito. “Não bastava apenas reformar e achar que estava pronto. Resolvi humanizar a Copa, colocando inicialmente uma plantinha. Depois, sentei com Shelly - secretária da Diretoria Geral - para pensar em outras melhorias. Foi então que colocamos cortinas, quadros e outros elementos de decoração que lembram o estilo das cantinas européias”, destaca Luci.
As mudanças parecem ter agradado a todos. Dona Lourdes, uma das responsáveis pelo funcionamento e organização da Copa, diz que gostou muito da decoração e que o espaço ganhou uma outra vida. A opinião é compartilhada por Brisa Lua, colaboradora da Secretaria Geral de Cursos. “Ficou mais agradável, não só para almoçar, mas para conversar com as pessoas dos outros setores e ficar por dentro do que está acontecendo na Cidade do Saber”, afirma.
Ainda assim, alguns colaboradores reforçam que outras mudanças ainda são necessárias, como o aumento da área da Copa, já que o número de frequentadores cresceu nos últimos tempos. “Uma sugestão seria substituir as mesas e cadeiras por balcões fixados nas paredes para aumentar o número de pessoas que podem utilizar o espaço ao mesmo tempo”, aponta Brisa Lua. Um outro pedido, frequentemente ouvido na Copa, é a aquisição de outro aparelho de microondas, que diminuiria o tempo de espera e acabaria com as constantes filas nos horários de maior movimento.

Apesar das cobranças e pedidos que continuam, é inegável que a Copa ficou muito mais agradável, aconchegante e confortável. Uma iniciativa simples que demonstra como a sensibilidade e boa vontade de um colaborador pode contribuir para a melhoria das condições de trabalho e sociabilidade de todos, como reforça Luci, uma das responsáveis pelas mudanças: “A Copa não tem nada a ver com minha área de atuação dentro da instituição, mas não me custou nada ter a ideia e fazer, porque ganha todo mundo. Eu não fiz uma copa para almoçar sozinha, mas para todo mundo sentir o prazer de estar ali e melhorar nossa convivência, num ambiente prazeroso. É a união de boas ideias e atitudes que faz as coisas melhorarem, porque todo mundo se sente parte integrante desse grande projeto chamado Cidade do Saber”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário