10 de ago de 2011

Autor que levou a Bahia para o mundo completaria hoje 99 anos

jorge amado-cidade do saber

 

Mestre na arte de contar histórias, Jorge Leal Amado de Faria, ou simplesmente Jorge Amado, foi um dos mais famosos e traduzidos escritores brasileiros de todos os tempos.

Em sua literatura, uma Bahia encantada, repleta de magia e de personagens marcantes, é retratada de forma poética, mesmo quando mazelas sociais eram denunciadas. Caso estivesse vivo, completaria na data de hoje (10/08), 99 anos.

Para celebrar sua obra, a Fundação Casa de Jorge Amado inicia uma agenda de comemoraçōes relacionadas aos 25 anos da instituição e ao centenário do escritor, com diversas atividades em bibliotecas públicas da Bahia.

Além disso, até 2012, muito irá se falar de Jorge: será tema de enredo do desfile da Imperatriz Leopoldinense, no Rio e do carnaval de Salvador. No cinema, a neta do autor, Cecília Amado, realizou uma adaptação do livro "Capitães de Areia" (1937), cuja estreia está prevista para o dia 14 de outubro deste ano, em circuito nacional. Há também a previsão de relançamentos de diversas obras do escritor e de uma caixa comemorativa, com o título de "Mulheres de Jorge".

Outra grande e importante comemoração será a exposição "Jorge, Amado e Universal". Ela ocupará 400 metros quadrados do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, entre os meses de março e julho, migrando em seguida, para o Museu de Arte Moderna de Salvador.

Jorge Amado faleceu no dia 6 de agosto de 2001, em Salvador. Atendendo ao seu pedido foi cremado, tendo suas cinzas depositadas ao pé de sua árvore preferida, uma mangueira, no jardim de sua casa no bairro do Rio Vermelho.

Deixou, para a atual e futuras gerações, romances, contos, poesias, peças e histórias infantis, criando uma mitológica galeria de personagens, dotados de força, coragem, sensualidade, sabedoria, beleza e poder.

 

 

 

 

Daniel Quirino – Ascom Cidade do Saber

Nenhum comentário:

Postar um comentário