29 de jul de 2010

Luís Miranda: "A Cidade do Saber é uma máquina viva de cultura e arte"

DSC08604a DSC08578a DSC08579a DSC08590a

Quando a Cidade do Saber recebe um artista, realiza previamente uma coletiva de imprensa onde o convidado responde aos questionamentos dos jornalistas e repórteres presentes. No entanto, durante a tarde de hoje, foi feita uma experiência um pouco diferente desta “fórmula” e que rendeu excelentes frutos.

Convidamos o ator baiano Luís Miranda (que estará em cartaz neste fim de semana com a peça 7 Conto no Teatro Cidade do Saber) para um bate-papo não só com a imprensa, mas também com educandos do curso de teatro da instituição. O resultado foi muito positivo. Em clima bastante descontraído, Luís pôde proporcionar aos presentes momentos de aprendizado que eles, certamente, carregarão não somente para a profissão que almejam seguir, mas também para a sua formação humanística.

O ator compartilhou suas experiências, fez um retrospecto pela carreira, pôs em pauta grandes reflexões políticas e sociais. Respondeu às perguntas da plateia, que questionou sobre o universo de preparação dos seus personagens, momentos curiosos em cima dos palcos e sobre o espetáculo 7 Conto, que chega ao Teatro Cidade do Saber pela segunda vez.

A educanda de teatro da UFBA, Jéssica Catarine, perguntou a Luís Miranda sobre a escolha de Ingrid Guimarães, uma atriz, para dirigir a peça. O ator ressaltou que hoje muitos atores dirigem peças, inclusive, ele próprio. “A experiência que temos com o palco, com as cenas, nos torna aptos para muitas atividades dentro do teatro. Inclusive esta”, disse. Sobre Ingrid, Luís comentou que sente vontade de trabalhar com ela em uma peça onde ambos sejam somente atores (os dois trabalharam juntos no seriado Global "Sob Nova Direção").

Luís deixou claro que rotular atores como “atores de comédia, atores de drama, ou atores de novela” diminui consideravelmente a capacidade e o potencial artístico que este ator pode atingir. Ele lembra que, apesar de ser muito conhecido pelas comicidades, já teve que ser, muitas vezes, o trágico.

DSC08541a

DSC08561a

O que se percebe de Luís Miranda é que este brilhante ator é também um ser humano muito sagaz. Ele incorpora características da dança, do balé, do canto para poder atingir um nível mais preciso de atuação, onde trejeitos bem elaborados façam a diferença.

A plateia, boquiaberta com aquele monstro sagrado do teatro baiano, esteve atenta a cada momento e palavra que Luís dizia, como se quisessem extrair dele o máximo de saberes. E o que se espera desses jovens, que são o futuro das artes cênicas, sobretudo, de Camaçari, é que esta experiência tenha valido a pena e que tenha contribuído para o potencial deles e para a valorização de oportunidades como essa.

E é justamente com a fala de Luís Miranda que a mensagem se solidifica “A Cidade do Saber é uma máquina viva de cultura e arte na qual vocês são a mola propulsora que move tudo isso”.

Assista a um trecho do encontro:

Um comentário:

  1. Muito bom o bate papo. Ele é uma pessoa muito inteligente e interessante, foi muito valida essa oportunidade que nos foi oferecida, espero que aconteça esse tipo de evento com outras personalidades do meio artístico.

    ResponderExcluir